Jornal Briefing, 110 - E-paper



Preço de venda: 2,50 €
Preço base sem IVA: 2,50 €
PDF

Briefing 110

PreçoSem custo adicional

  • Descrição

O diagnóstico da indústria por Luís Silva Dias na B110

Indústria. Serviço. Talento. Valor. Estes são termos que cruzam, recorrentemente, a entrevista ao recém-eleito CEO da FCB International, Luís Silva Dias. Nela o criativo português que regressa à gestão deixa um repto ao setor: que se assuma como indústria, deixando de vender o talento a preço de serviço.

Porque – diz –o talento que acrescenta valor à mensagem do anunciante, tornando-a mais eficaz. Eficácia essa que vai estar à prova a 22 de novembro, em mais uma edição dos prémios promovidos pela APAN – Associação Portuguesa de Anunciantes e pela Scopen (ex-Grupo Consultores). Na Briefing, antecipamos os finalistas, fazendo contas aos que estão melhor posicionados – Arena Media, Fuel e Reprise. Veremos quem sucede à campanha das “vacas” felizes, da Y&R para a Terra Mostra, a vencedora do grande prémio de 2017.

A eficácia passa, cada vez mais, pelo digital. Mas este meio não é a panaceia para todos os males das marcas. Quem o afirma é o CEO da Codedesign, Bruno Gavino, numa entrevista em que faz o diagnóstico ao estado de (i)maturidade das empresas portuguesas, mas também um balanço das mais-valias e dos riscos desta plataforma.

Eficácia passa também pela capacidade de transformação das próprias agências. Foi o que fez a 9, que, no 19.º aniversário, protagonizou uma revolução em ca(u)sa própria, com um unbranding que deu origem, não a um, mas a 52 logótipos. O diretor-geral e criativo, Frederico Roquette, descodifica o que está por trás desta multiplicação de identidades.

E por falar em eficácia… é também o resultado das campanhas do retalho de recuperação da tradição das cadernetas de cromos. Continente, Dia, Jumbo e Lidl partilham esta estratégia e garantem que é para continuar.

Duradoura é igualmente a paixão de José Godinho Marques, o publicitário que, ainda antes de o ser, já mexia com tintas e pinceis e se dedicava, claro, à pintura. Nesta edição, mostramos, pois, o Lado B do Zeca, o criativo que promete, para breve, mais uma exposição.

Mostramos, ainda, a Impressão Digital de Vânia Silva. A diretora de Marketing e Comunicação da Marsh tem uma particular apetência pelos ambientes à beira da água, pelo que foi no Guincho que foi fotografada.

Nesta edição, há, como sempre, espaço para a opinião: de Paula Cordeiro, investigadora em media, que escreve sobre o mundo (pouco) cor de rosa dos media sociais; de Margarida Pinto, diretora de Media da SA365, que se debruça sobre o digital e a perceção de valor para o consumidor; de Isabel Farinha, coordenadora do Mestrado em Marketing do IADE, que analisa o fenómeno dos colecionáveis; e de Pedro Rocha e Silva, sócio da Neves e Almeida, que aborda a excelência do fator humano.

E há ainda espaço para algumas sugestões para estar Out of Office. Como os almoços no Avenida SushiCafé ou as muitas opções gastronómicas do Local.

EasyPay